Promoção Transatlantic Ver maior

Transatlantic

PD Verlag

Novo e selado

35,91

-10%

39,90

Ficha informativa

IdiomaInglês, Alemão
Dependência de idioma (0-4)2. Média
Nº mínimo de jogadores2
Nº máximo de jogadores4
Duração1 a 2 horas
Idade mínima12
Ano2017
AutorMac Gerdts
Peso (gr)2027
MecânicasModular Board, Deck / Pool Building, Stock Holding
CategoriasEconomic, Transportation, Industry / Manufacturing, Nautical
Nº de cartas110
Sleeves59x92

Descrição

Desde a abertura do Canal de Suez em 1869 até ao início da Primeira Guerra Mundial em 1914, houve um desenvolvimento incrível de navios a vapor maiores, mais rápidos e mais modernos. Considerando que, em 1870, ainda há muitas máquinas antigas e o bom navio Scotia navega no Atlântico Norte, o comércio marítimo é dominado pelo final desta era por grandes embarcações como Mauretania (Cunard), Olympic (White Star), ou Imperator (Hapag). Em Transatlantic, 2 a 4 jogadores lideram as suas próprias companhias de navios, que transportam cargas, postagens e passageiros em todo o mundo. Eles compram novos navios a vapor do mercado, cada um deles histórico com os seus dados técnicos individuais (toneladas, nós, etc.). A competição é difícil, especialmente no Atlântico Norte, onde ganhar o Blue Riband não é apenas uma questão de prestígio, mas também pode ser um investimento lucrativo. A fim de permitir que uma companhia de navegação floresça, a compra dos melhores navios a vapor não é suficiente, se não conseguirem depósitos de carvão e postos comerciais também. Os jogadores investem em cinco históricas companhias de Navegação a Vapor que transportam carga, passageiros e postagens ao redor do mundo no fim do século XIX. Novos modelos de navio são produzidos com maior capacidade de carga, mas também podem ser vendidos por preços maiores. Jogadores assumem o papel não apenas de investidores, mas também de industriais gerindo as suas próprias minas de carvão, estaleiros, armazéns e agências de passagens. E ganham bastante dinheiro vendendo carvão e navios a vapor para as companhias que quiserem. Obviamente que irão favorecer as companhias que controlam de modo a pagar-lhes dividendos. Mas, tomem cuidado. O controlo de uma companhia pode mudar de uma hora para outra...